terça-feira, 22 de setembro de 2009

Atividades de Arte na Escola Joaquim Fonseca


Estudo das Cores
Mandala cromática









BANDEIRA DO BRASIL - Proporções



1.Para cálculo das dimensões, tomar-se-á por base a largura desejada, dividindo-se esta em 14 partes iguais. Cada uma das partes será considerada uma medida ou módulo.



2.O comprimento será de vinte módulos (20m).


3.A distância dos vértices do losango amarelo ao quadro externo será de um módulo e sete décimos (1,7m).


4.O círculo azul no meio do losango amarelo terá o raio de três módulos e meio (3,5m).


5.O centro dos arcos da faixa branca estará dois módulos (2m) à esquerda do ponto do encontro do prolongamento do diâmetro vertical do círculo com a base do quadro externo.


6.O raio do arco inferior da faixa branca será de oito módulos (8m); o raio do arco superior da faixa branca será de oito módulos e meio (8,5m).


7.A largura da faixa branca será de meio módulo (0,5m).


8.As letras da legenda Ordem e Progresso serão escritas em cor verde. Serão colocadas no meio da faixa branca, ficando, para cima e para baixo, um espaço igual em branco. A letra P ficará sobre o diâmetro vertical do círculo. As letras da palavra Ordem e da palavra Progresso terão um terço de módulo (0,33 m) de altura. A largura dessas letras será de três décimos de módulo (0,30 m). A altura da letra da conjunção E será de três décimos de módulo (0,30 m). A largura dessa letra será de um quarto de módulo (0,25 m).


9.As estrelas serão de cinco dimensões: de primeira, segunda, terceira, quarta e quinta grandezas. Devem ser traçadas dentro de círculos cujos diâmetros são: de três décimos de módulo (0,30 m) para as de primeira grandeza; de um quarto de módulo (0,25 m) para as de segunda grandeza; de um quinto de módulo (0,20 m) para as de terceira grandeza; de um sétimo de módulo (0,14 m) para as de quarta grandeza; e de um décimo de módulo (0,10 m) para a de quinta grandeza.


Significado das estrelas da bandeira.




As Estrelas:



Cada estrela de nossa Bandeira representa um dos estados do nosso país.


A estrela Spica situada acima da faixa branca representa o estado do Pará, que em 1889 era o Estado com maior território acima da linha do equador (Amapá e Roraima eram territórios federais até 1988). O Distrito Federal, ao contrário do que muitos acreditam, não é representado por essa estrela, mas sim pela estrela sigma do Octante, também chamada de Polaris Australis ou Estrela Polar do Sul, por situar-se no Pólo Sul celestial (em contrapartida a Polaris, situada no Pólo Norte celestial). Apesar de ser pouco brilhante e estar próxima ao limite de visualização a olho nu, essa estrela tem uma posição única no céu do hemisfério sul, pois é em torno dela que todas as estrelas visíveis giram. Além disso, Polaris Australis sempre está acima da linha do horizonte e pode ser vista em qualquer dia e em qualquer horário de quase todos os lugares abaixo da linha do Equador.

As estrelas do Cruzeiro do Sul representam os cinco principais Estados de então: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo.
A posição e dimensões exatas de cada componente da bandeira são definidas em lei, bem como a associação das estrelas das constelações com os estados do Brasil.

As duas faces da bandeira são exatamente iguais, sendo vedado fazer uma face como avesso da outra.



Estudo e construção das bandeiras (proporções oficiais):
Brasil, Espírito Santo, Conceição da Barra e Escola Joaquim Fonseca.















Natureza-morta e Florais
NAZIRA
JAQUELINE

WANDERLÉIA
MARIA DEOLINDA

Vídeos

Loading...

Escola Joaquim Fonseca - ensino médio

Loading...

Escola Dora Arnizaut Silvares - fundamental

Loading...

Charlie Chaplin - genial

Loading...

Jerry Lewis

Loading...

Moonlith Shadow

Loading...

Wuthering Heights

Loading...

take on me

Loading...

Lilith - Menina do Céu

Loading...

XANDRIA

Loading...

Artes Visuais

Loading...

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Professor de Arte em Conceição da Barra e São Mateus - ES. Trabalhei em São Paulo como desenhista técnico de projeto de materiais, desenhista de formulários, arquitetura, diagramador e produtor gráfico para divulgação de artistas em galerias de Arte (Instituto Cultural Itaú). Nas minhas aulas procuro trabalhar com pesquisas nas diversas linguagens da Arte que vão além do conteúdo acadêmico. Estas pesquisas ajudam a estimular, dinamizar e motivar as aulas, abrindo o leque de conhecimentos do mundo das Artes.