terça-feira, 18 de agosto de 2009

PROJETOS

PROJETO
“ÍCARO, O SONHO DE VOAR”.

Ícaro era filho de Dédalo, um dos homens mais criativos e habilidosos de Atenas.

Um dos maiores feitos de Dédalo foi o labirinto do palácio do rei Minos de Creta, para aprisionar o Minotauro. Por ter ajudado Ariadne, a filha de Minos a fugir com Teseu, Dédalo provocou a ira do rei que, como punição, ordenou que ele e seu filho Ícaro fossem jogados no labirinto.

Dédalo sabia que sua prisão era intransponível, e que Minos controlava mar e terra, sendo impossível escapar por estes meios. "Minos controla a terra e o mar", teria dito Dédalo, "mas não as regiões do ar. Tentarei este meio".

Dédalo projetou asas, juntando penas de aves de vários tamanhos, amarrando-as com fios e fixando-as com cera, para que não se descolassem. Foi moldando com as mãos e com ajuda de Ícaro, de forma que as asas se tornassem perfeitas como as das aves. Estando o trabalho pronto, o artista, agitando suas asas, se viu suspenso no ar. Equipou seu filho e o ensinou a voar. Então, antes do vôo final, advertiu seu filho de que deveriam voar a uma altura média, nem tão próximo ao Sol, para que o calor não derretesse a cera que colava as penas, nem tão baixo, para que o mar não pudesse molhá-las. Dédalo levantou voo e foi seguido por Ícaro. Eles primeiramente se sentiram como deuses que haviam dominado o ar.

Ícaro deslumbrou-se com a bela imagem do Sol e, sentindo-se atraído, voou em sua direção esquecendo-se das orientações de seu pai, talvez inebriado pela sensação de liberdade e poder. A cera de suas asas começou rapidamente a derreter e logo caiu no mar. Quando Dédalo notou que seu filho não o acompanhava mais, gritou: "Ícaro, Ícaro, onde você está?". Logo depois, viu as penas das asas de Ícaro flutuando no mar. Lamentando suas próprias habilidades, enterrou o corpo numa ilha e chamou-a de Icaria em memória a seu filho. Chegou seguro à Sicília, onde construiu um templo a Apolo, deixando suas asas como oferenda.


JUSTIFICATIVA
- Desenvolver atividades escolares lúdicas, que complementem seus conhecimentos acadêmicos, resgatando brinquedos e brincadeiras que fazem parte da memória e da cultura da nossa comunidade.

OBJETIVO GERAL
- Desenvolver no aluno a investigação a respeito da origem histórica a respeito do sonho humano de voar.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Trabalhar com os alunos seu potencial criativo.
- Conhecer a história do sonho humano de voar.
- Projetar diversos tipos de brinquedos que voam.
- Conhecer as técnicas para a construção destes brinquedos.
- Desenvolver no aluno a capacidade de perceber equilíbrio, simetria, aerodinâmica e percepção visual.
- Aproveitar material descartável para uso na confecção dos brinquedos.


Alunos na oficina de pipas.







Professoras da escola João Bastos

Alunos projetando, desenhando e pintando novos modelos de pipa

Foi reservado um dia para os alunos soltarem suas pipas


Atividades dos alunos da escola João Bastos Bernardo Vieira

Projeto
“QUE MUNDO EU QUERO VER AO ABRIR MINHA JANELA”.
"O MUNDO REAL E O IMAGINÁRIO"

JUSTIFICATIVA
- Despertar no aluno a curiosidade, enriquecer o conhecimento sobre o patrimônio cultural e seus bens materiais e imateriais, alem de trabalhar através de contrastes o mundo real e o imaginário.

OBJETIVO GERAL
- Desenvolver no aluno a criatividade e trabalhar o seu universo imagético, compreender e utilizar a Arte corno linguagem, mantendo uma atitude de busca pessoal e/ou coletiva, articulando a percepção, a imaginação, a emoção, a investigação, a sensibilidade e a reflexão ao analisar, realizar e fruir produções artísticas.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Trabalhar com os alunos seu potencial criativo.
- Identificar bens materiais e imateriais .
- Conhecer temas de ficção.
- Procurar entender que os erros e acertos fazem parte do crescimento e amadurecimento do ser humano.
- Perceber os contrastes da vida, através do mundo real.
- Mudar a realidade humana através da imaginação.




Alunos, diretora e coordenador da escola



O mundo da arte é concreto e vivo, podendo ser observado, compreendido e apreciado.Através da experiência artística o ser humano desenvolve sua imaginação e criação aprendendo a conviver com seus semelhantes, respeitando as diferenças e sabendo modificar sua realidade. A arte dá e encontra forma e significado como instrumento de vida na busca do entendimento de quem somos, onde estamos e o que fazemos no mundo.


Releitura da Mona Lisa

Da Vinci........ Duchamp


Mona Lisa, também conhecida como La Gioconda, é a mais notável e conhecida obra do pintor italiano Leonardo da Vinci.
Este quadro é provavelmente o retrato mais famoso na história da arte, senão, o quadro mais famoso de todo o mundo. Poucos outros trabalhos de arte são tão controversos, questionados, valiosos, elogiados, comemorados ou reproduzidos.Em 1919, o artista Marcel Duchamp põe um bigode na Mona Lisa. Ele não pretende desfigurar a obra prima de Leonardo, e sim contestar o conceito sobre a visão das obras de arte no início do século XX.



Em seguida são expostos novos modelos de releitura da obra da Mona Lisa.








Os alunos são provocados a criarem suas próprias releituras:

























Vídeos

Loading...

Escola Joaquim Fonseca - ensino médio

Loading...

Escola Dora Arnizaut Silvares - fundamental

Loading...

Charlie Chaplin - genial

Loading...

Jerry Lewis

Loading...

Moonlith Shadow

Loading...

Wuthering Heights

Loading...

take on me

Loading...

Lilith - Menina do Céu

Loading...

XANDRIA

Loading...

Artes Visuais

Loading...

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Professor de Arte em Conceição da Barra e São Mateus - ES. Trabalhei em São Paulo como desenhista técnico de projeto de materiais, desenhista de formulários, arquitetura, diagramador e produtor gráfico para divulgação de artistas em galerias de Arte (Instituto Cultural Itaú). Nas minhas aulas procuro trabalhar com pesquisas nas diversas linguagens da Arte que vão além do conteúdo acadêmico. Estas pesquisas ajudam a estimular, dinamizar e motivar as aulas, abrindo o leque de conhecimentos do mundo das Artes.